Como a qualidade dos óvulos influencia na infertilidade?

> Blog

Como a qualidade dos óvulos influencia na infertilidade?

14 de junho de 2019

Com o passar dos anos, a quantidade e qualidade dos óvulos da mulher diminui. “Acredita-se que, além da idade, fatores como a poluição, tabagismo, uso abusivo de álcool e outras drogas, além de sobrepeso e obesidade podem prejudicar na qualidade dos óvulos”, comenta Elielma Almeida, ginecologista da Genesis Brasília.

Problemas na qualidade ou quantidade de óvulos também podem ser uma característica de nascença da mulher. “Embora seja mais raro, existem alterações genéticas e cromossômicas que podem predispor a baixa qualidade dos óvulos”, explica a especialista.

De acordo com ela, toda mulher que não tenha nenhum problema genético nasce com aproximadamente 1 a 2 milhões de óvulos, chega à puberdade com cerca de 300 a 500 mil e, a cada ciclo menstrual, são perdidos cerca de 1000 óvulos”, afirma a médica.

O aumento do número de gravidezes a partir dos 30 anos provocado inclusive por fatores culturais fez com que o impacto da baixa qualidade dos óvulos aumentasse entre as mulheres que desejam ser mães. De acordo com o IBGE, 30,8% dos recém-nascidos tinham mães entre 30 e 39 anos em em 2015. Dez anos antes, em 2005, esse número era de 22,5%.

TRATAMENTO – Caso a mulher deseje ser mãe em idade mais avançada, é possível manter a qualidade de seus óvulos por meio da criopreservação. Nesse processo, ela pode congelar seus gametas a fim de evitar o envelhecimento deles e para que suas chances de engravidar no futuro sejam maiores.

Já com a fertilização in vitro (FIV) é possível captar a maior quantidade possível de óvulos da paciente para fecundá-los em laboratório. “Também é possível utilizar óvulos de doadora na fertilização in vitro nos casos em que a paciente não tiver mais óvulos de boa qualidade”, explica a ginecologista Elielma Almeida.

A injeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICSI) também pode ser o tratamento indicado para que a mulher tenha filhos. “Neste caso, o espermatozoide é colocado dentro do óvulo, depois o embrião irá se desenvolver dentro do laboratório e, posteriormente, será colocado dentro do útero da paciente”, finaliza Elielma Almeida.

GENESIS – Com 25 anos de atuação, a Genesis – Centro de Assistência em Reprodução Humana conta com profissionais especializados, formados nos principais centros acadêmicos do mundo para prestar serviços de excelência na área de reprodução humana assistida. Experiente, a equipe agrega conhecimento e tecnologia e prima pela assistência ética, personalizada, com confidencialidade e foco no melhor resultado.

Por Larissa Sampaio
Conversa Coletivo de Comunicação Criativa

Mais Notícias

O pré-natal de quem engravidou por fertilização in vitro é diferente?

Agrotóxicos e pesticidas podem prejudicar fertilidade

Médica da Genesis é premiada em Congresso Brasileiro de Reprodução Assistida

Entenda o que é falha de implantação e por que ela ocorre

Genesis é convidada a validar diagnóstico genético não invasivo em embriões no Brasil

Equipe médica da Genesis participa do XXIII Congresso Brasileiro de Reprodução Assistida

Estudo holandês aponta que fertilização in vitro não aumenta risco de câncer de ovário

Saiba quais fatores interferem nos resultados da fertilização in vitro (FIV)

Corpo clínico da Genesis é destaque em eventos internacionais

Estilo de vida saudável é aliado da fertilidade