Endometriose atinge cerca de 7 milhões de brasileiras e pode provocar infertilidade

> Blog

Endometriose atinge cerca de 7 milhões de brasileiras e pode provocar infertilidade

5 de abril de 2019

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a endometriose afeta cerca de 10% das mulheres em idade reprodutiva, podendo atingir atualmente aproximadamente 7 milhões de mulheres só no Brasil. A doença consiste no implante de endométrio, um tecido que recobre a porção interna do útero e responsável pela menstruação, que se instala fora da cavidade uterina.

“Pacientes com endometriose podem ter implante de endométrio em vários locais do organismo, mas a doença atinge em especial órgãos da pelve, como a musculatura do útero, tubas uterinas, ovários, região posterior ao útero e ligamentos do útero, por exemplo”, explica Lizandra Paravidine, médica ginecologista especialista em Videocirurgia pela FEBRASGO e membro do corpo clínico da Clínica Genesis Brasília.

ENDOMETRIOSE E INFERTILIDADE – A endometriose pode ser assintomática ou apresentar diversos sintomas, como cólica menstrual, dor durante a relação sexual, sangramento irregular ou aumentado, dor constante na pelve, alterações intestinais ou urinárias durante a menstruação e até a infertilidade.

A doença pode afetar a fertilidade feminina por meio de distorção da anatomia da pelve, formação de aderências firmes entre os órgãos, mas também por fatores imunológicos. “Com relação a estes, estudos têm sido realizados para descobrir a relação entre os fatores imunológicos e a patogênese da doença, para que possamos atingir e tratar a causa”, afirma a especialista.

Quando o médico ginecologista faz o diagnóstico que a causa da infertilidade da mulher é a endometriose, em muitos casos, indica-se o tratamento de reprodução assistida. “Dentre eles, a fertilização in vitro (FIV) é o tratamento que apresenta maior taxa de sucesso, ou seja, a mulher consegue gerar seu filho”, ressalta Lizandra Paravidine.

ENDOMETRIOSE PROFUNDA – A endometriose profunda é a forma mais agressiva da doença e é caracterizada pelo aparecimento de implantes endometriais em profundidade superior a 5 mm, por extensões variadas e provocando maiores deformidades anatômicas. É nessa fase que se encontram geralmente as lesões intestinais, na bexiga e, mais raramente, no ureter.

O diagnóstico da endometriose (e também da endometriose profunda) pode ser feito pela história clínica da paciente, exame ginecológico direcionado para a endometriose, exames de imagem ou mesmo durante cirurgia de videolaparoscopia. Quanto mais cedo a doença for diagnosticada, maiores as chances de sucesso no tratamento.

Dois tipos de tratamento podem ser usados para combater as dores da endometriose: medicamentoso ou cirúrgico. “Existem diversos medicamentos disponíveis para tratar os sintomas da endometriose, como analgésicos, anti-inflamatórios, anticoncepcionais hormonais, dienogest, DIU medicado com levonorgestrel, análogo de GnRH entre outros”, explica a especialista.

Nos casos de endometriose sem melhora com tratamento clínico ou em alguns casos de infertilidade, pode ser necessária a cirurgia por videolaparoscopia para retirada completa das lesões de endometriose. “Para cirurgia para tratamento da endometriose profunda, pode ser necessária a presença de equipe multiprofissional, composta por proctologista, urologista e ginecologista”, finaliza Lizandra Paravidine.

Por Larissa Sampaio

Conversa Coletivo de Comunicação Criativa

Mais Notícias

O pré-natal de quem engravidou por fertilização in vitro é diferente?

Agrotóxicos e pesticidas podem prejudicar fertilidade

Médica da Genesis é premiada em Congresso Brasileiro de Reprodução Assistida

Entenda o que é falha de implantação e por que ela ocorre

Genesis é convidada a validar diagnóstico genético não invasivo em embriões no Brasil

Equipe médica da Genesis participa do XXIII Congresso Brasileiro de Reprodução Assistida

Estudo holandês aponta que fertilização in vitro não aumenta risco de câncer de ovário

Saiba quais fatores interferem nos resultados da fertilização in vitro (FIV)

Corpo clínico da Genesis é destaque em eventos internacionais

Estilo de vida saudável é aliado da fertilidade