Acompanhamento psicológico é um grande aliado da Reprodução Assistida

> Blog

Acompanhamento psicológico é um grande aliado da Reprodução Assistida

13 de março de 2018

Um casal é considerado infértil quando mantém relações sexuais sem nenhum método contraceptivo durante um ano e a gestação não acontece. A infertilidade pode gerar frustração e desencadear outros problemas ao casal e, por isso, o acompanhamento psicológico é fundamental ao começar tratamentos para ter um bebê.

De acordo com Márcia Pena, psicóloga da Genesis Brasília, “o acompanhamento de um psicólogo pode auxiliar desde o planejamento familiar, nas decisões de ter ou não mais filhos, até a compreensão de sentimentos e das melhores formas possíveis para lidar com eles”, avisa.

Embora a Reprodução Assistida seja hoje a forma de tratamento oferecida pela medicina que mais apresenta resultados positivos na obtenção da gravidez, receber a indicação médica nem sempre é fácil. A psicoterapia pode auxiliar a deixar para trás qualquer preconceito ou comparações, e a encarar a Fertilização In Vitro (FIV) como uma chance que a modernidade trouxe por meio de altíssima tecnologia para realizar o sonho de formar ou aumentar a família.

“Depressão e ansiedade são os sintomas mais recorrentes nas pessoas que desejam ter um filho, mas descobrem a infertilidade. Nos homens, a fertilidade está muito atrelada à virilidade, por isso, o sentimento de frustração pode ser muito presente. Já a mulher pode sentir-se inferior e ter a autoestima abalada por sentimentos como os de ser ‘menos mulher’ devido à infertilidade”, finaliza a especialista.

GENESIS – Com 25 anos de atuação, a Genesis – Centro de Assistência em Reprodução Humana conta com profissionais especializados, formados nos principais centros acadêmicos do mundo para prestar serviços de excelência na área de reprodução humana assistida. Experiente, a equipe agrega conhecimento e tecnologia e prima pela assistência ética, personalizada, com confidencialidade e foco no melhor resultado.

 

Por Larissa Sampaio
Conversa Coletivo de Comunicação Criativa

Mais Notícias

Estudo aponta que mulheres que usam aplicativos para monitorar ciclo menstrual aumentam suas chances de engravidar em até 20%

Entenda como a alimentação pode influenciar na síndrome dos ovários policísticos

Genesis participa do primeiro estudo brasileiro multicêntrico sobre análise embrionária não invasiva

O que você come importa: saiba o que incluir no prato para aumentar as chances de uma gravidez saudável

Pesquisa aponta relação entre idade paterna avançada e maiores taxas de abortamento: entenda

Parte II: Como funcionam os tratamentos de reprodução assistida para a população LGBTQIA+?

Parte I: Como funcionam os tratamentos de reprodução assistida para a população LGBTQIA+?

Infertilidade: saiba mais sobre a condição que atinge cerca de 15% dos casais do mundo

Covid-19 e gravidez: o que se sabe até agora

Diagnóstico genético embrionário: o que é e como funciona?